Supermercados podem sair do vermelho ao adotar melhor modelo tributário

Pexels Greta Hoffman 9706144 - Contabilidade em Grande Vitória e ES | Quantum Soluções Empresariais

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Em um cenário econômico turbulento, com combustível e alimentos em alta, os supermercados ficam no olho do furacão. Os consumidores cobram por mais opções de cada produto para conseguir fazer frente à inflação e diante disso, os supermercados precisam ficar ainda mais atentos quanto à escolha do regime tributário. Na ponta do lápis, mudar do Simples Nacional para o Lucro Real, por exemplo, pode ser a diferença entre lucro e prejuízo. 

Atualmente, existem cerca de 100 cobranças diferentes entre taxas, impostos e contribuições a que estão sujeitos os supermercadistas. Para identificar a modalidade mais adequada ao seu negócio, a recomendação é fazer um estudo chamado planejamento tributário.  

Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real

Essa análise irá permitir que você tome a decisão de qual o melhor sistema de tributação, de modo a reduzir, dentro da lei, a carga de impostos sobre o seu negócio. Existem, basicamente, três regimes tributários:

Simples Nacional – como o próprio nome já adianta, é uma forma simplificada prevista pela Receita Federal e que conta com alíquotas entre 4% e 33%, conforme a natureza do negócio, aplicada sobre o faturamento bruto. Esse regime é válido apenas para empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões ao ano.

Lucro Presumido – neste regime, os impostos são pagos individualmente (PIS, COFINS, IRPJ, CSLL, ISS e ICMS). Porém, PIS e COFINS são calculados de forma cumulativa, ou seja, o supermercadista irá pagar apenas o tributo resultado da alíquota total para ambos os impostos (0,65% para PIS e 3% par COFINS), excluindo valores oriundos de suas compras. O principal diferencial, contudo, é que ele presume uma alíquota a ser considerada no faturamento bruto – no caso dos supermercadistas esses valores são de 8% para IRPJ e de 12% para CSLL.

Lucro Real – considera o lucro líquido para a cobrança do IRPJ e do CSLL – ou seja, é possível deduzir os custos e despesas e assim diminuir a margem de cálculo para os impostos. Nessa modalidade, PIS e COFINS são cobrados de forma não cumulativa – em outras palavras, todos os créditos e débitos serão apurados de modo a chegar ao valor de tributos devido. 

Na ponta do lápis, o lucro real dá a possibilidade de pagar menos porque se o ganho foi menor do que o previsto no modelo de lucro presumido (de 8%), você não irá pagar um valor fixo e sim o proporcional à sua performance.

O NCM certo significa menos imposto no final do mês

Outro ponto que demanda atenção é quanto à classificação dos produtos – afinal, a tributação é considerada conforme o código NCM  (Número Comum do Mercosul) de cada um, se houver erro nessa informação, o supermercadista também pode pagar além do devido. 

É também pelo NCM que são concedidos benefícios fiscais, como isenção ou redução da carga tributária. 

Cada produto possui uma classificação própria. As três esferas de governo (federal, estadual e municipal) usam o NCM para definir a carga tributária específica de cada um – nesse grupo estão impostos como CFOP, CST do ICMS, PIS, e COFINS, entre outros. 

O leite, por exemplo, possui alíquota zero de PIS e COFINS para vendas. Porém, existem n tipos de leite, além de tipos derivados de animais diferentes – essa regra vale para todos? 

Na verdade, não. O benefício é válido apenas para o leite de vaca, segundo o time de especialistas da Quantum Soluções. Se os demais tipos foram classificados como leite bovino, o comércio fica sujeito a multas. 

Por isso, a checagem dessa classificação garante segurança fiscal e já pode causar um efeito bastante positivo no seu caixa.  

Os impostos no Brasil são bastante complexos, mas há profissionais de contabilidade que podem lhe ajudar a navegar com tranquilidade nesse mar. 

Para mais informações sobre tributação para supermercados, entre em contato conosco e agende um papo com um dos nossos consultores. 

Foto de Greta Hoffman
Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! Clique no botão abaixo e fale conosco!

Precisa de ajuda?