O seu contador é um custo ou um investimento?

Money G8dc3b65aa 1920 - Contabilidade em Grande Vitória e ES | Quantum Soluções Empresariais

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Muitos empresários encaram o contador como um mal necessário, algo a mais imposto nas suas obrigações para manter a empresa. Em outras palavras, custo. Sendo assim, quando a balança muda para um contador ser considerado um investimento?

Primeiro, vamos combinar o que estamos considerando como custo.  Na letra fria da matemática, todo dinheiro que sai pode ser considerado custo.

Porém, vamos fazer uma pequena diferenciação: custo é tudo aquilo que a empresa precisa arcar para seguir na ativa. Por exemplo: o aluguel do imóvel e o salário dos colaboradores.

Da mesma forma, despesa é o que sua empresa gasta com a parte administrativa, ou seja, que não está relacionada à sua atividade-fim. Há inclusive, quem terceirize tudo isso para diminuir os gastos.

O investimento, por outro lado, é aquele gasto que não é indispensável, mas que traz retorno, seja financeiro ou de capital social. Começar uma campanha de marketing digital, por exemplo, ajuda a tornar a empresa mais conhecida e a atrair novos clientes.

O que faz, de fato, o contador?

O contador é o profissional que administra todas as atividades contábeis, trabalhistas, econômicas, patrimoniais e tributárias. Ele também é responsável por criar relatórios financeiros, de risco e monitorar o seu fluxo de caixa.

Na prática, com um mercado altamente burocratizado como o brasileiro, é difícil navegar sem essa bússola.

Como transformar o seu contador em um investimento?

A diferença está no uso estratégico do contador como um parceiro do seu negócio, alguém com conhecimento que pode maximizar os seus lucros.

Ele tem nas mãos as ferramentas para identificar os principais custos da sua empresa e propor formas de enxugá-los.  Esses dados, portanto, serão vitais para você estabelecer os preços de seus produtos ou serviços.

Assim como, estar com as contas em dia é essencial, por exemplo, para vender para o governo. Lembrando que empresas de todos os portes podem ser fornecedoras da administração pública.

No cenário dos impostos, ele faz uma projeção de cada cenário com um viés positivo, um negativo e um estável para avaliar quanto você pode vir a pagar. A partir daí, ele irá sugerir, por exemplo, a mudança de regime tributário.

Ainda quanto à mordida do Leão, o contador ajudará a identificar benefícios e isenções concedidas pelas três esferas de governo e como habilitar a sua empresa a conquistá-los.

Procure contabilidades especializadas no seu segmento

Contratar um contador que tenha uma equipe especializada no seu segmento também faz toda a diferença: as chances de que ele venha a cometer erros nas prestações de contas caem drasticamente.

No final do mês, isso significa que ele não perderá prazos, não receberá multas por erros e que não há risco de você sair prejudicado em alguma operação.

Ele ainda ajudará sua empresa a tomar decisões, fazer o controle das operações e o planejamento financeiro – ferramentas essenciais para o seu plano de negócios.

Portanto, encarar o contador como uma despesa e optar pelo menor orçamento, sem avaliar todo esse quadro, pode ser o típico “barato que sai caro”.

Lembre-se: será no médio e no longo prazo que  você irá colher os rendimentos que irão resultar de ter um contador especializado no seu negócio.

 

Fale com um especialista e conte com uma análise customizada e estratégica para o seu negócio.

 

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! Clique no botão abaixo e fale conosco!

Precisa de ajuda?