Tudo o que você precisa saber sobre gestão financeira

Adeolu Eletu Unrkg2jh1j0 Unsplash - Contabilidade em Grande Vitória e ES | Quantum Soluções Empresariais

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A gestão financeira bem-feita oxigena todo o negócio e permite à empresa turbinar seus lucros

A gestão financeira é estratégica, mas, por ser um tema mais técnico, muitos empresários optam por focar na operação, em vez de se sentar diante de relatórios.  Ainda que você delegue a função, é essencial acompanhar o que acontece. Confira abaixo as dicas da Quantum Soluções para uma gestão financeira eficiente.

Quando bem realizada, a gestão financeira irá permitir que você empresário:

  • Colete dados;
  • Organize as finanças;
  • Defina metas;
  • Acompanhe resultados.

Dito isso, na prática, a gestão financeira da sua empresa será composta por seis etapas:

Controle financeiro de caixa – trata-se de acompanhar todas as movimentações feitas na empresa: o que entrou, o que saiu, quando aconteceu, para onde foi e por quê. Com isso, será possível identificar suas principais despesas, quais produtos e serviços geram mais lucro, qual é o custo para manter a operação funcionando, onde há necessidade de se fazer investimentos etc.

Controle de contas a pagar e a receber – é importante ter essa métrica em dia porque ela permite que você se organize, assim você se mantém em dia com os diversos prazos e não compromete o caixa da empresa. Portanto, tanto vale usar uma planilha quanto recorrer a um software  de gestão financeira para não deixar escapar nada.

Planejamento financeiro – você conseguirá levantar os dados necessários para compreender sua situação atual (vale analisar os últimos doze meses para chegar a essa métrica), definir seu objetivo, traçar sua estratégia para alcançá-lo e acompanhar os resultados.

Contabilidade – aqui serão considerados os ativos, passivos e o desenvolvimento dos bens da empresa. Assim, o levantamento feito pela contabilidade irá permitir que você faça análises importantes, como o balanço patrimonial e o DRE (Demonstração de Resultado do Exercício).

Planejamento tributário – é comum ouvir que o governo é o sócio oculto do empresário e aquele que leva a fatia mais gorda. Mas, com um bom planejamento tributário é possível (dentro da lei) diminuir a mordida do Leão e assim ganhar melhorar a performance  do seu negócio.

Investimentos: nessa fase  será avaliado o retorno de cada investimento feito no negócio. Com isso, será possível avaliar se a compra de novos equipamentos em determinado momento, por exemplo, será financeiramente vantajosa.

Regime de caixa X regime de competência

É importante ressaltar que há duas formas diferentes de analisar o caixa da empresa: o chamado regime de caixa, que considera as movimentações quando elas de fato ocorrem; e o regime de competência, que considera quando o evento ocorreu (uma venda, por exemplo), independente se o valor já entrou ou saiu da conta.

Numa venda a prazo parcelada, portanto, seria considerado o valor cheio da venda e não quando o dinheiro entraria, em parcelas, na conta. Por isso, tenha atenção redobrada para interpretar o material que o seu departamento financeiro irá lhe apresentar.

Por se tratar do coração da empresa, é essencial que a empresa faça uma seleção bastante criteriosa para formar a equipe que irá lhe apoiar nessa área.

 

Você quer saber mais informações sobre como melhorar a performance da sua gestão financeira? Clique aqui para agendar uma conversa com um dos nossos especialistas.

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! Clique no botão abaixo e fale conosco!

Precisa de ajuda?